24 de outubro de 2010

Assim como aconteceu nos casos de denúncia de corrupção e do tema do aborto, o episódio da quebra do sigilo de pessoas ligadas ao candidato da oposição representa mais um momento em que o feitiço tão longamente planejado e executado se volta contra o calejado feiticeiro. A revelação de que essa violação da privacidade do indivíduo – apontada por José "O Estripador" Serra como realizada sob a inspiração de Dilma Rousseff – foi na verdade produto do chamado fogo amigo, ou seja, tramada por Aécio Neves, seu adversário à postulação presidencial no PSDB, desmoraliza ainda mais o candidato e retira qualquer credibilidade às suas denúncias.

Em depoimento à Polícia Federal publicado pelo Estado de S. Paulo, o jornalista Amaury Ribeiro Jr. contou que também investigou ações de lavagem de dinheiro operadas pela filha e o genro do candidato Zé Nosferatu Serra com a participação de eminentes figuras ligadas ao processo de privatização que assolou o País durante o malfadado (des)governo de seu padrinho FHC.

Após o grotesco charivari em que uma bolinha de papel levou o candidato a se submeter a uma tomografia computadorizada, sucedida por outros episódios de montagens forjadas e depoimentos encomendados, teme-se que esse candidato a Doutor Mabuse tropical – um notório personagem do expressionismo alemão cujo objetivo não consistia simplesmente em dominar o mundo mas em destruí-lo para reinar sobre as suas cinzas – esteja no momento tramando um outro plano diabólico.

Embora ainda estejamos vivendo no momento apenas uma pequena escala da grande tramóia que deverá explodir no País na próxima semana, ocorreram no dia de ontem alguns fatos significativos: enquanto o atual governador de São Paulo, Alberto Goldman, estabelecia um paralelo do atual presidente brasileiro com Adolf Hitler, hackers atacavam sites que apoiam a candidata Dilma Rousseff, disseminando inverdades e impedindo o acesso ao seu conteúdo. Ao final da noite, Luiz Carlos Azenha – do Viomundo – informava que o problema havia sido debelado e indicava alguns procedimentos úteis:

PS: Problema resolvido. O Google já foi informado e deve eliminar o alerta nas próximas horas. Para quem usa o Firefox, favor desconhecer o alerta ou, no Ferramentas, Opções, Segurança, desmarcar Bloquear Sites Avaliados como Focos de Ataques.

A estratégia parece se tornar cada vez mais clara: responsabilizar o adversário exatamente por atos que se está praticando. As táticas não são novas mas seus objetivos não podem mais ser camuflados: criar uma densa cortina de fumaça que camufle operações – provavelmente em curso nesse momento – que criem uma grande comoção no País e favoreçam a vitória de José Serra, ainda que essa candidatura provoque uma enorme rejeição popular.

A história da América Latina tem sido marcada por acontecimentos cercados de grande comoção popular – que levaram à desestabilização de governos constitucionais – e seu número é tão grande que seria exaustivo citá-los todos: derrubada de Jacobo Arbenz na Guatemala em 1954, suicídio de Vargas em 1954, queda de Perón em 1955, golpe de estado contra João Goulart em 1964, assassinato de Salvador Allende em 1973, e muitos outros. Em todos eles, invariavelmente, esteve presente a mão invisível – e às vezes visível – do governo dos Estados Unidos e seus vários organismos de segurança.

Vamos nos preparar para o melhor sem esquecer que poderemos encontrar ainda um grande entulho fascista pelo caminho.

 

Sérvulo Siqueira