As lendas que cercam criador e criatura alimentaram a aura de mistério em torno de Orson Welles e de seu inacabado filme It's All True.

Decorridos quase 70 anos, a malsucedida expedição cinematográfica empreendida pela RKO Radio Pictures, de fevereiro a julho de 1942 no Brasil, permanece como um verdadeiro terremoto clandestino que ainda não foi devidamente registrado em suas causas e desdobramentos.

Este trabalho de 208 páginas e mais de 70 ilustrações, fundamentado numa pesquisa realizada do verão de 1982 à primavera de 1983, que compulsou quase três mil páginas, convenientemente expurgadas de documentos indesejáveis pelo funcionário encarregado da catalogação dos arquivos da companhia, tenta encontrar as razões pelas quais este monumental épico não foi concluído.

Procura também esclarecer alguns fatos obscuros, mal explicados ou propositalmente distorcidos, veiculados sobretudo a partir da versão produzida sob o influxo de Richard Wilson, assistente de direção de It's All True, que teve como um de seus objetivos negar ou minimizar a responsabilidade de Orson Welles e da RKO no fracasso do filme e atribuir grande parte da culpa à ditadura de Getúlio Vargas. As alegações apresentadas no filme não encontram abrigo nos documentos do estúdio cinematográfico - hoje depositados nos arquivos da UCLA, em Los Angeles - que guardam a memória do empreendimento.


                                                    Sérvulo Siqueira