Maranduba Abaré Português
  English    Français    Español     Veja os Vídeos     Diário de Viagem
 

 

Maranduba Abaré

 

Maranduba Abaré (do Tupi, “histórias de viagem por e sobre o homem branco”) é um documentário de quase 3 horas de duração sobre uma parte da cultura ocidental a partir de ícones visuais, sonoros e literários da cultura européia.

Tomando como ponto de partida a Irlanda, que desde tempos remotos tem sido vista como uma ilha misteriosa e ao longo dos séculos foi invadida por celtas, vikings, saxões e normandos - até ser dominada durante 700 anos por conquistadores ingleses - o vídeo percorre uma longa trajetória no continente, buscando evidenciar alguns signos de sua história (cidades, edificações, museus, obras de arte, grafites urbanos, criadores notáveis e fatos históricos).

Ao longo do trajeto - dividido em 15 episódios - recolhe imagens de monumentos celtas, construídos na Irlanda há mais de 5000 anos, reflete sobre o mundo medieval e seu desaparecimento, evidencia o conceito de virtualidade, já existente no homem desde as cavernas, rememora a presença do Oriente e a herança do Renascimento e da Revolução Francesa, detém-se sobre a visão antecipadora de Leonardo e a contribuição do Art Nouveau e de Gaudì, e realça o surrealismo e a história em quadrinhos, sem esquecer os dias sombrios da Inquisição e o Muro de Berlim.

Suas imagens são pontuadas e contra-pontuadas por uma trilha sonora que vai do compositor norte-americano John Cage e o conjunto irlandês De Danann até o espanhol Albéniz, passando por César Franck, Debussy, Ravel, o jazz de Art Pepper, Kurt Weil e Bertolt Brecht, Manuel de Falla, Rimsky-Korsakov, Granados, Vivaldi, Tchaikovsky, os compositores da Renascença, Duke Ellington, John Coltrane e Miles Davis.

Os textos foram inspirados em Jean Paris, James Joyce, Georg Buchner, Gabriele Fahr-Becker, Walter Benjamin, Machiavel, Jorge Luis Borges, John Milton, Vasari, Leonardo da Vinci, Fiodor Dostoievski, Salvador Dalí, Umberto Eco, Robert Kurz e Ignacio Ramonet, e são sublinhados por poemas de Jorge Luis Borges e Cesar Vallejo.

 

 FICHA TÉCNICA

 
Edição de Som e Arte Gráfica: Edson Teixeira
Montagem: Severino Dadá
Edição Final e Mixagem: Fábio Durão
Produção Executiva: Helena Falcão
Fotografia e Direção: Sérvulo Siqueira
Tempo total: 172’